lunes, octubre 3, 2022
Cargando Eventos

« Todos los Eventos

  • Este evento ha pasado.

Filmes documentais Eu, um Negro, e a Terra de olhar para trás

23 de noviembre, 2018 - 21:30

Lugar: Mádia Leva! Rúa Serra de Ancares 18

Descolonizando a olhada
Volve o cineclube ao Mádia Leva!, e volve com o mesmo propósito com o que começou, apresentar distintas propostas cinematográficas com um nexo comum para confrontar distintos pontos de vista, distintas formas de olhar a realidade e a sua representaçom através do cinema dumha perspetiva crítica. Assim o figemos com os ciclos dedicados à classe operária, ao feminismo, ou à revoluçom portuguesa e a rebeliom de Maio de 68. Os filmes projetados partilhavam entre eles o combate contra as formas e os conteúdos hegemónicos na indústria do cinema, herdeira da maquinária mistificadora de Hollywood, fábrica de modelos e arquétipos feitos a medida do home branco ocidental lançados à conquista do imaginário coletivo por todo o planeta. Cinematograficamente colonizar é sinónimo de impôr umha imagem, mas também de impôr umha forma de olhá-la.

Os filmes documentais Eu, um Negro, e a Terra de olhar para trás, desafiam os modelos hegemónicos impostos pola cultura de massas, o apresentar-nos África no primeiro dos filmes e Jamaica no segundo, desprovistos de toda a carga mitológica e simbólica da cultura de massas, que representa ao ?outro? como o reflexo da imagem projetada pola própria cultura dominante. Os dous filmes partem dumha olhada quase antropológica mas distanciando-se do documentalismo pretensamente científico, aproximando-se aos postulados do cineasta soviético Dziga Vertov e o seu ?cinema olho?: o objetivo do cinema funda-se em dirigir a olhada cara a vida, encenar o variável e fugitivo dos acontecimentos, com a firme intencionalidade de provocar a possibilidade dum encontro.

Aliás retomamos o percurso estreando umha sessom especial, solidária com as cinco pessoa represaliadas em Lugo pola participaçom na greve geral de 2010 , vítimas da brutalidade policial na altura, e que hoje devem enfrentar importantes multas, assim como a possível entrada em prisom dalgumhas das grevistas. Projetaremos o clássico de Serguei Eisenstein A Greve e disponibilizaremos um peto para contribuir à campanha de solidariedade que leva a cabo o organismo anti-repressivo Ceivar.

Detalles

Fecha:
23 de noviembre, 2018
Hora:
21:30
Categoría del Evento:
X